SONHOS DE LIBERDADE

Sobre a pele preta, muitos sonhos estão escritos. Histórias, projetos, significados, axé, personalidades, lutas e fatos.

Uma demonstração visual de cada sonho de liberdade que está estampado no coração de cada membro da África diaspórica que vive no Brasil é o grande objetivo do ensaio.

Para o foco nas ideias, a diminuição dos detalhes: Preto. Branco. Alto contraste. Três palavras que poderiam ser apenas termos fotográficos, mas que também podem explicar realidades profundas da sociedade do nosso país. E assim, nos permitimos sonhar.

 

Texto : Todo Jeff 

Modelos: Tiago Oliveira 

Assistente : Daniel Tarzoni

Ensaio Sonhos de Liberdade finalista da convocatória PEF 2020 . 

16º FESTIVAL INTERNACIONAL DE FOTOGRAFIA PARATY EM FOCO . 

https://www.pefparatyemfoco.com.br/ganhadores-convocat%C3%B3ria-pef-2020

"Numa sociedade racista, não basta não ser racista, é preciso ser antirracista ." Angela Davis

16º FESTIVAL INTERNACIONAL DE FOTOGRAFIA PARATY EM FOCO . 

A fotografia, mais do nunca, mantém suas vocações intrínsecas ao se posicionar diante das questões contemporâneas. Ao mesmo tempo que valida a documentação histórica dos fatos mais emergentes, conjuga sua permanência também pela arte. Ambas aproximações que simultaneamente geram um importante legado memorialista e preservacionista.

Os festivais são os principais difusores da produção já consagrada, tanto quanto carregam consigo a apresentação das novas tendências. Um papel essencial na apresentação de novos talentos e na preservação daqueles mais conhecidos que construíram a história desta mídia. Assim, o Paraty em Foco entra em seu 16º ano, mais uma vez como uma das importantes lideranças na apresentação da cultura fotográfica nacional e internacional.

Nomes como Thomaz Hoepker, Martin Parr, Ralph Gibson, Loretta Lux, Olivia Arthur, Pieter Hugo, Bruce Gilden, David Alan Harvey, Carlos López, Rinko Kawalchi Antoine D'Agata, Maureen Bisilliat, Miguel Rio Branco, Cristiano Mascaro, Claudia Jaguaribe, Evandro Teixeira, Walter Carvalho, Thomaz Farkas, entre outra dezenas de profissionais oriundos do Brasil, China, França, África do Sul, Estados Unidos, Alemanha, Japão, Itália, Espanha e Argentina entre outros, ilustraram a milhares de participantes as principais tendências da imagem fotográfica.

O Paraty em Foco atravessou uma década e meia de mudanças radicais seja na técnica ou na cultura da fotografia, apresentando temas pertinentes a existência humana e a arte. 

Com a direção de Giancarlo Mecarelli, criador do Paraty em Foco e Juan Esteves, fotógrafo , editor e crítico, que já fez parte do Conselho Curador do Paraty por mais de uma década, o tema debruça-se sobre suas vertentes que se acomodam na dicotomia entre a natureza ameaçada e a preservada. Ou seja, a amplitude intrínseca da fotografia permite que a questão ambiental seja abordada por ecléticos caminhos.

Se por um lado, a imagem engajada se revela em produção de necessários fotógrafos documentaristas cujo ativismo é essencial para a interrupção da destruição do planeta, por outro é certo que aqueles que se movem pela estese e pela arte e de maneira mais conceitual também são mais que necessários. O papel da arte é o de levar ao leitor questões de uma forma diferente mas não menos eficientes.

Entre estes acontecimentos a fotografia registra o lado ambiental, social e político que estão presentes. Entretanto, o lado da arte representa o preservacionismo por outro importante viés, aquele que representa a beleza resiliente do meio ambiente ainda existente e intocável, tanto em imagens cujo objetivo é provocar a estese ao espectador através de produções mais contemplativas, mas que também chamam a atenção para que este patrimônio seja preservado. (site pefparatyemfoco )

Copyright © 2020 - Todos direitos reservados  a MALU ORNELAS FOTOGRAFIA. Este material não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem autorização.